Pages

quinta-feira, 17 de maio de 2012

As nuances renascentistas de Botticelli


Sandro Botticelli
1445-1510


Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi, conhecido como Sandro Botticelli, nasceu em 1 de março de 1445 e morreu em dezessete de maio de 1510. Começou sua carreira durante o período da Renascença italiana. Ainda bastante jovem tornou-se aprendiz de ourives. A alcunha Botticelli, "pequeno barril", veio do irmão mais velho, "Botticello". Cedo demonstrou interesse pela pintura, sendo escolhido para ser aprendiz do conhecido pintor Fra Filippo Lippi. Com Lippi Botticelli desenvolveu suas características, exercitando seus traçoes e uso de cores. Detalhes decorativos tornaram-se elementos muito presentes em suas obras, sendo marcante em sua formação estética. Botticelli tornou-se rapidamente reconhecido como um artista talentos. Ainda bastante jovem, aos 25 anos, ele abriu seu próprio ateliê.
Em sua oficina, Sandro Botticelli optou por ter muitos aprendizes para ajudá-lo a completar seu trabalho. Ele lhes ensinou a montar e preparar seus materiais para que ele pudesse concentrar-se na pintura.
Estilo de Botticelli evoluiu para algo distinto. Seus retratos pareciam ter uma característica melancólica ou triste. Sandro salientava linhas, traços e detalhes como forma de dar vida a suas personagens - como se o fizesse uma cena e não uma imagem estática.
Seu estilo inclui fluidez e um neoplatonismo latente que facilmente identificam seus trabalhos.
Mesclou ideias cristãs a elementos pagãos, como podem-se observar pela presença constante da mitologia.
Tema recorrente de Botticelli foi a imagem de uma menina muito triste, jovem alheia ao que estava acontecendo ao seu redor. Suas representações femininas ora mostravam mulheres delicadas e melancólicas ora fortes e dominantes.
A família Médici esteve presente em grande parte de suas obras, o que lhe rendeu boas somas de dinheiro e prestígio perante algumas pessoas infuentes.
Em 1481, Botticelli foi convidado para ir a Roma participar na pintura da Capela Sistina. Juntou-se, então, a artistas como Perugino, Ghirlandaio e Michelangelo. Contribuiu para a parte mais conhecida da arte italiana. Suas pinturas são repletas de emoção e fúria, transitando da violência à graça e compaixão.

A Coroação da Virgem

 Lamentação sobre o Cristo Morto

A Anunciação

O Retorno de Judite a Betúlia

O Nascimento de Vênus

Marte e Vênus

Pallas e o Centauro

Madonna del Magnificat

A Primavera

 Que a beleza e o sentimento do trabalho de Botticelli sirva de inspiração a todos os amantes da boa arte!
Beijinhos todos...


3 comentários:

Ellen Caliseo disse...

Ahh que bom quue voltou..
E que post encantador..adorei!
Tem sorteio lá no bloguito..corre!
Bjinhoos!

Nina Dias disse...

lindas pinturas! Tenha um lindo dia! bj Nina

Iranilde Brissant disse...

Oi Clau,
Artista perfeito, ótimo post!
Abençoado final de semana...bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...