Pages

domingo, 20 de março de 2011

Dia do Artesão

Dia 19 de março é o dia do artesão.
A história do artesanato confunde-se com a história do homem, pois a necessidade de se produzir utensílios e instrumentos de rotina e até mesmo adornos, expressou a capacidade criativa como forma de trabalho. Há registros de que no ano 6 mil a.C. os primeiros artesãos surgiram no momento em que transformaram elementos da natureza em objetos de uso, através do polimento de pedras, da fabricação da cerâmica e do trançado de fibras animais e vegetais.
Passados quase 8 mil anos, os artigos artesanais passaram a ter forte apelo cultural, atendendo uma nova necessidade humana: preservar as suas memórias culturais, mantendo vivos o patrimônio imaterial e a sua história.
Os artesãos foram os guardiões de grande parte dos conhecimentos relativos aos processos de produção tradicionais empregados em todo o país. Por isso, hoje esses produtos atendem novos nichos de mercado, onde a identidade passa a ser um valor a ser conquistado, num mundo onde a padronização e a globalização ameaçam a individualidade e a diversidade cultural.
Mas, o artesão não guarda apenas esses valores pragmáticos. Sua importância é, também, de caráter subjetivo... Em sua obra ele guarda um pouco de si. Pois o artesanato é um tipo de arte, uma arte manual. O artesão é o artista que a exerce. Um artista que trabalha com sua criatividade, com sua responsabilidade artística e social. Trata-se do trabalho minucioso de operar materiais diversificados e alternativos. O artesão é um arquiteto de ideias. É um sábio, com a sabedoria da simplicidade... que encanta e fascina.

"O artesanato não quer durar milênios nem está possuído da pressa de morrer prontamente. Transcorre com os dias, flui conosco, se gasta pouco a pouco, não busca a morte ou tampouco a nega, apenas aceita esse destino. Entre o tempo sem tempo do museu e o tempo acelerado da tecnologia, o artesanato tem o ritmo do tempo humano. É um objeto útil que também é belo; um objeto que dura, mas que um dia, porém se acaba e resigna-se a isto; um objeto que não é único como uma obra de arte e pode ser substituído por outro objeto parecido, mas não idêntico. O artesanato nos ensina a morrer, e fazendo isto, nos ensina a viver".
PAZ, Octavio. "O Uso e a Contemplação"..

A todos os artesãos profissionais e aos de fim de semana,
aos renomados e aos sem nome,
aos experientes e aos iniciantes...
a todos... um feliz dia do artesão...
Que vocês possam continuar alegrando e embelezando nosso cotidiano!

Beijinhos!



4 comentários:

Nina Dias disse...

Feliz dia, atrasado! bj Nina

Iranilde Brissant disse...

Olá Clau,
Obrigada!
Felizes dias de trabalhos para todos nós.
Amei o texto.
bjs
Iranilde

GIL disse...

Clau, lindo texto, com muita sabedoria, não tem idade para começar, via pela janela uma senhorinha, fazendo crochet, estava longo e de varias cores e minha amiga respondeu ela é cega, engolí em seco..eu disse nunca ví uma imagem mais linda, ela me respondeu é minha mãe...verdade aconteceu comigo....bjks...Gil

Srtas. Moraes disse...

Ei querida!!!
Bom.. depois de um tempo afastada do blog devido a correria do dia-a-dia, estou de volta rsrs... e passei aqui para visitar seu blog e te desejar uma ótima semana!


Um abração...
Ellen Moraes
www.arteverartesanatoecia.blogspot.co

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...