Pages

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Um pouco do artesanato rio-grandino

Antes de concluir a nossa visita à região do Rio Grande, venho mostrar o artesanato local. Infelizmente esperava mais, mas ainda consegui algumas amostras interessantes. Se eu pudesse mostrar-lhes os sabores aí seria de arrasar, pois o forte da região são os doces, os frutos do mar e as bebidas, sendo que estas são produzidas em diversos sabores, entre as quais destacam-se as com toques de pimenta e a jurupiga, bebida produzida com sumo de uva e 20% de álcool e envelhecida por pelo menos três meses em bordalesas. Os doces e as compotas são divinos... Os peixes e frutos do mar são variados e abundantes... As bebidas saborosas e exóticas...
Aos fãs do artesanato decorativo a região atrai pela variedade de peças em MDF e pela diversidade de conchas que a própria natureza nos fornece.
A partir das 19h a Avenida Rio Grande, na parte central do Balneário Cassino, se transforma em um grande espaço de entretenimento, com grupos de música ao vivo, setores recreativos, quiosques para alimentação e diversas bancas de artesanato, de tatuagem de henna, de tererê...
peixe de crochê peixe de sabonete
peixinhos decorativos
Uma graça o que fazem com crochê e sabonetes. Esses peixinhos formavam um cardume encantador no meio do calçadão! Amo crochê! Infelizmente não tenho nenhuma aptidão para ele!

Capa para tampa do fogão
Achei encantadora a capa para a tampa do fogão. Fica delicado e dá um ar muito charmoso à sua cozinha.

Porta pano de copa e fósforo
Também para a cozinha uma bela alternativa para pendurar o pano de copa e, ao mesmo tempo, guardar a caixinha de palitos de fósforos que fica delicadamente posta no bolsinho do vestido.

cobre alimentos
Cobre alimentos decorado com uvas de crochê, confeccionado em filó. Aqui ele cobre uma das maravilhas da região: um delicioso pão caseiro.

Sino dos ventos
Adorei esse mensageiro dos ventos... Vejam que formou uma perfeita combinação com a varanda da minha casa! Ele é todo feito de taquara... Lindo!

Decoração com conchas
O artesanato mais comum na região: animais feitos em conchas. Não gosto muito, por isso não comprei os diversos que vi por lá... Mas este pode dar o tom do trabalho. Diversos bichinhos: tartarugas, pássaros, sapos, corujas... além de outros objetos como barcos, cogumelos e pequenas grutinhas com imagens de Iemanjá... Tudo isso em várias das bancas que se estendiam ao longo da avenida.

Bom, sobre o Rio Grande termino por aqui! O próximo passeio ainda não decidi, mas trarei para vocês sempre as dicas daquilo que valer a pena.
Espero que tenham gostado.
Até a próxima...

8 comentários:

Regina disse...

Clau, eu adorei essa serie. Houve momentos que me senti la, viajando com voce. Voce e jornalista? Acho que narrou tao bem essa sua viagem.
Se houvesse uma maneira de colocar as postagens que a gente gosta no "favoritos", essa sua postagem estaria guardada la.
Abracos, e um otimo final de semana.

Marion disse...

Olá, Clau, fiquei feliz em te receber no meu blog. Bem-vinda! Faz horas que quero ir no Museu de Oceanografia - com esse teu post fiquei com mais vontade ainda! Tem um trabalho que fazem em Rio Grande e Pelotas que é lindo também - são miniaturas dos pássaros da Lagoa dos Patos - os vi pela primeira vez no Museu de Ciência e Tecnologia da PUCRS (vale a pena conhecer!) - e depois encontrei na FENADOCE! Abs.

Vanessa Biali disse...

Oi, Clau!
Obrigada pela sua visita e comentário.
Que lindo passeio! Obrigada por dividir com a gente.
Beijos,
Vanessa

Bela disse...

Lindo post, Clau!! Vc é que merece parabéns!! Adorei conhecer o Rio Grande com sua narração! Beijos! Bela

Maria Girassol disse...

Lindo... Adorei o post! Deu até vontade de ir conhecer...
Bom domingão pra vc, cheio de carinho e artesanato!
Xeiros

Nina Dias disse...

OI Clau, obrigada pela visita simpática, beijos Nina

Unknown disse...

adorei os seus trabalhos

Unknown disse...

simplesmente, adorei!!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...