Pages

sábado, 27 de agosto de 2011

27 de agosto, Dia do Psicólogo!

Eros e Psique

Psiquê era o conceito grego para o self ("si-mesmo"), abrangendo as ideias modernas de alma, ego e mente. Por sua origem, psychein ("soprar"), é uma palavra ambígua que significava originalmente "alento" e posteriormente, "sopro". Dado que o alento é uma das características da vida, a expressão "psiquê" era utilizada como um sinônimo de vida e por fim, como sinônimo de alma, considerada o princípio da vida. A psiquê seria então a "alma das sombras" por oposição à "alma do corpo".
Não se pode esquecer também, que foi um mito clássico e repleto de significados que inspirou a origem da palavra psicologia (psiquê + logia), não é uma referência básica, apenas pelo significado restrito (literal) de "psychein" e sim porque a trama e os personagens de sua narrativa envolvem os principais conceitos da lida da psicologia ou psicanálise (emoção, capacidade de amar, "Eros", resolução de tarefas e problemas, etc.).
Com o passar do tempo, muitas outras significações se agregaram ao termo através de novas concepções e textos literários, a exemplo da versão de Psychê de Molière, o célebre autor de O Doente imaginário, Jean de La Fontaine (1621 — 1695) no romance Os Amores de Psiquê e Cupido, além das versões clássicas como de Lucio Apuleyo (125 - 180), Eros e Psiquê, entre outras. Sendo que relevante para a psicanálise é a versão dos mitos utilizada por Sigmund Freud (1856 — 1939), ao propor a utilização dos termos Eros e Tânatos em seu livro Além do princípio do prazer (1922). A psicologia, mesmo inadvertidamente, traz essa carga semântica, à sua definição.
O mito de psiquê é narrado no livro O Asno de Ouro, de Apuleio, que a cita como uma bela mortal por quem Eros, o deus do amor, se apaixonou. Tão bela que despertou a fúria de Afrodite - deusa da beleza e do amor, mãe de Eros -, pois os homens deixavam de frequentar seus templos para adorar uma simples mortal.
A deusa mandou seu filho atingir Psiquê com suas flechas, fazendo-a se apaixonar pelo ser mais monstruoso existente. Mas, ao contrário do esperado, Eros, encantado por sua beleza, deixa que uma de suas flechas caia, atingindo-lhe no pé. Assim, ele próprio acaba por se apaixonar por ela. Após inúmeros problemas e trabalhos, a imortalidade é concedida a Psiquê, que se une a Eros - num dia em que o amor atingiu a alma - tendo com ele uma filha, Prazer.
Entre os muitos significados da palavra psiquê está "borboleta", uma alegoria à imortalidade da alma, que como a borboleta que depois de uma vida rastejante como lagarta, flutua na brisa do dia e torna-se um belo aspecto da primavera...
Psiquê tornou-se um símbolo da psicologia moderna, cujos profissionais estudam a alma como forma de auxiliar o autoentendimento...

Eros e Psique

E, no dia 27 de agosto é comemorado no Brasil o Dia do Psicólogo. Isso porque, nesta mesma data, no ano de 1964, a profissão foi regulamentada através da Lei 4.119/64.
A palavra psicologia vem do grego: psiquê ("alma") + logos ("estudo"). Ou seja, a psicologia estuda a alma humana. Durante toda sua história, o homem buscou respostas para questões existenciais. A filosofia sempre se ocupou desta procura por respostas. Mas estas questões, por mais humanas que fossem, diziam respeito ao conjunto da sociedade, à humanidade como um todo.
Por outro lado, a psicologia buscava não uma definição do homem enquanto ser coletivo, mas sim do homem indivíduo, de suas angústias, suas inquietações.
Apesar de muitos filósofos e pensadores terem se ocupado da mente humana em seus estudos, foi apenas no século XVI que apareceu pela primeira vez o termo psicologia, quando o humanista croata Marco Marulik publica A psicologia do pensamento humano.
Ainda assim, um conceito de psicologia, tal como conhecemos hoje, só veio surgir no século XIX, através das formulações de Wilhelm Wundt que, em 1879, criou o primeiro laboratório de psicologia, em Leipzig, na Alemanha. Suas idéias, porém, estavam ainda muito atreladas a conceitos fisiológicos e não avançaram muito.
Diversas escolas da psicologia foram se desenvolvendo: behaviorismo, psicanálise, Gestalt, desenvolvimentista, humanismo. Cada uma delas escolas com uma diferente perspectiva do estudo da psicologia. Cada escola aborda o “eu” conforme sua ótica, mas todas se empenham em tratar os conflitos, as angústias e o equilíbrio emocional do indivíduo.

Eros e Psique
Hoje, a todos os psicólogos, um reconhecimento por sua importância para todos nós...

Beijinhos...



3 comentários:

Maria disse...

Amiga, estou retribuindo a sua amável visita ao meu humilde cantinho, é sempre uma alegria enorme ver chegar mais uma amiga. Adorei o seu blog, um espaço lindo e de extremo bom gosto, irei acompanhar com imenso prazer.
Tenha um maravilhoso Domingo.
Beijinhos
Maria

Angela disse...

Olá querida amiga,
Parabéns à todos estes maravilhosos profissionais. Uma profissao que valorizo muito.
Adoro as sua sempre visitas no meu blog, obrigada.
Beijos e uma ótima semana.

Nina Dias disse...

oi Clau, obrigada pela visita! E dizer que ficou um pouquinho mais atualizada sobre literatura, quando venho aqui! Refresco a mente e ficou sabendo um pouquinho mais sobre alguns autores! bjs e ótima semaninha, Nina

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...